Other words same feeling

domingo, 23 de abril de 2017

DERBY?- MUITA PARRA,POUCA UVA!

SPORTING 1-1 BENFICA 
adrien (pen.) lindelof


O Benfica ganhar em Alvalade era meio caminho para o tetra! 
Não ganhou, parece ter saído satisfeito com um empate, até porque mantem a liderança, mesmo com o FC Porto vencendo...
O Sporting começou a ganhar,penalti aos 4 minutos, um erro de Ederson ao derrubar Bas Dost.
Adrien marcou enganando Ederson...
O jogo ainda não estava definido,nem as equipas ajustadas às tacticas adversárias,esta vantagem leonina veio confundir o jogo, embrulhar as marcações de cada lado e nem Benfica nem Sporting tiveram desernimento.
Um derby baralhado pela vantagem precoce...de um leão fez mais jogo directo que o habitual! 
Um Benfica que demorou a perceber os melhores caminhos para a baliza de Patrício.
Um 1ª parte intensa, na disputa da bola,mas jogo pouco definido parte a parte...destaque para um livre benfiquista,Grimaldo,que pôs à prova Patrício com uma excelente defesa. Lances polémicos? Talvez,mas a posição do árbitro e sua análise entendeu não haver polémica nenhuma...

O Sporting aproveitou a vantagem para entrar a todo o gás no 2º tempo.
Tentar 'matar' o jogo o mais cedo possivel, ajustou posições e Gelson foi a seta com apoio de Schelotto...Alan Ruiz entra mais no jogo recuando fazendo valer a sua posição entre linhas encarnadas.
O Sporting fez  Bas Dost  'cheirar' o golo duas vezes ...
O Benfica 'tremeu', acordou e coincidência ou não, a saída de Alan Ruiz por Bryan Ruiz, trouxe o golo do Benfica...
Livre directo exemplar de Lindelof, uma surpresa, que saíu bem sem hipotses para Patrício..GRANDE GOLO!!!
Ainda com pouco mais de meia hora para jogar, o jogo ficou mais rapido,mas a procura do golo limitou-se a manobras individuais de cada lado,sem resultados práticos.
O Benfica parece satisfeito com o empate,leia-se não perder, o Sporting fez por ganhar,mas não acertou no alvo, das poucas chances que teve...
O jogo adormeceu num empate que se ajusta à atitude final das equipas.
O Benfica mantem a liderança, mesmo o FCP vencendo em casa o Feirense ...

domingo, 2 de abril de 2017

SLB-FCP : A CULPA... É DO CASILLAS!!

BENFICA 1-1 FC PORTO
jonas (pen.) maxi


Quem ganhasse o clássico levava meio caminho feito para o título. Foi um empate,não só no resultado mas em parte da atitude das duas equipas.
O Benfica entrou forte,decidido,marcar o mais cedo possível seria garantir um pouco de tranquilidade num jogo de stress elevado.
Assim o conseguiu, de penálti a castigar falta de Felipe sobre Jonas e que o próprio Jonas marcou 'enganando' Casillas ao chutar para o meio da baliza.
Com o Benfica a ganhar tão cedo,acentuou-se a sua vontade e dominou por mais 10 minutos a partida, até os portistas se livrarem do 'colete de forças' a que foi obrigado.
O FC Porto começou a respirar, o Benfica a sossegar e 'inconsientemente' a recuar, a teia bem montada pelas águias deixava pouco espaço aos dragões,mas começou a libertar-se,soltar-se e a tentar encontrar caminhos para a baliza de Ederson.
O Benfica sentiu-se confortável a defender, a bola era azul e era quase sempre Brahimi o desequilibrador portista ou o lateral Telles a 'furar' a rede encarnada.
O esforço de Soares era reprimido, ora Luisão, ora Lindelof, estavam mais atentos e mais rápidos que o ex-vimaranense. 
O FC Porto,não fura,tenta de longe...Oliver e Brahimi...ambas,perto mas ao lado.
Os portistas estão por cima,procuram o empate e Brahimi de livre directo faz trabalhar Ederson.
O Benfica sacode a pressão portista e passa a dominas os últimos minutos do primeiro tempo.
Luisão podia aumentar a vantagem, de cabeça, passa por cima da baliza de Casillas...margem mínima, 1-0, será suficiente? 
  O FC Porto mostra vontade, entra com 'tudo' a tentar a sua sorte, perante uma 'apatia' obrigada(?) das águias.
A pressão não demora a ter resultados, ao mesmo tempo (49') 5 minutos da 2ª parte o FCP..marca.
Braihmi,sempre ele, passa por Semedo,leva a bola à linha,atrasa, a defesa encarnada corta, remate de André André,bate no muro encarnado,ressalta e volta à carga,cruza, o alívio insuficiente apanha Maxi(fora do seu lugar-na esquerda) pára no peito e remata rasteiro junto ao poste,sem visibilidade para Ederson...1-1.
Aos portistas,melhor não podia ter acontecido, um empate moralizador,devido à persistência...
O Benfica demorou a 'aceitar' o empate, o FC Porto foi mais abrangente nos minutos seguintes, teve a bola que os encarnados precisavam, embalados pelo golo....
O Benfica pareceu não querer este resultado e numa atitude vencedora,ajustou-se à estratégia defensiva dos dragões e foi à procura dessa insatisfação.
O FC Porto 'parece' satisfeito com o 'empate',muda a estratégia para um contra ataque para aproveitar a subida dum Benfica mais ambicioso...quase resulta,Soares isola-se,mas uma finta a mais sobre Semedo,dá tempo ao destemido Ederson roubar-lhe a possível reviravolta...
Desde esse lance, quase só deu Benfica. A vitória assentava  como uma luva e foi à procura disso...
Começa uma luta de titãs, Jonas a atacar, Casillas a defender...
O espanhol ganha ao brasileiro...a sua qualidade mostrou-se por várias vezes, valorizando a atitude atacante encarnada,onde Jonas e Comp.ª  tudo fizeram para ganhar o jogo.
O FC Porto pareceu satisfeito com o empate (não se compreende,mas é melhor que perder).
O Benfica triste por não ter ganho,pela atitude e empenho, fez mais por isso,mas teve um Casillas ao seu melhor nível.
Fica um bom jogo, um típico clássico que teve de tudo,contenção, ambição, alguma classe, estratégias ajustadas por cada equipa a cada momento do jogo.
A diferença continua,um ponto a favor do Benfica!
 

domingo, 26 de março de 2017

SELECÇÃO: ANDRÉ SILVA E UM BISNALDO ...TRANQUILO!

PORTUGAL 3-0 HUNGRIA 
andré silva, ronaldo 2


Uma importante vitória rumo ao mundial, algumas dificuldades,mas inequívoca.
Portugal dominou o jogo,mas teve de se adaptar a uma estranha disposição húngara de 3-5-2 para um 4-4-2 nacional.
O meio campo húngaro mais povoado,criou dificuldades a William e André Gomes 'suportar' a bola e roda-la pelas alas era a solução mais viável para escuá-la.
André Silva recuava em apoio para tabelar e abrir caminhos interiores a João Mário e Quaresma que deixava espaço lateral a Cédric e Guerreiro avançarem.
Demorou a adaptação, os lusos tinham bola,mas pouco espaço que só era encontrado para lá do muro de 5 húngaros.
Uns magiares demasiado defensivos e receosos de avançarem,sabendo do perigo que corriam,pouco se aventuraram, mas eram rápidos e em maior nº,mas nem sempre eram eficazes e assertivos nos passes.
Portugal vale por um colectivo que parece mais unido que nunca e Ronaldo, está um jogador mais solidário,porque percebe que assim ele e todos os outros ficam mais fortes.
E assim a pouco mais meia hora, já mais com mais espaço, Ronaldo descobre Guerreiro na esquerda, que cruza em arco rasteiro e André Silva fez 'o favor' de só empurrar,1-0!
Estava quebrado o muro e em 5 minutos mágicos,Portugal pareceu desmembrar uns magiares compactados.
Bola longa de Pepe  para André Silva,  este de calcanhar serve Ronaldo que ajeitou e rematou forte para o 2-0...
Portugal respirou melhor, mais cuidados defensivos, tentando levar a vantagem para o intervalo,deixando os húngaros com bola mas confusos.
A estratégia magiar muda, voltam com um 4-4-2 desmembrando o muro,ganhando elasticidade.
O jogo parece equilibrar, mas a técnica lusa é superior à força física húngara, ajusta-se e entrelaçam-se os meios campos como peças de lego. A bola fica dividida,mas Portugal parece melhor a trata-la,com mais calma do que a ansiedade magiar.
Ronaldo beneficia de um segundo livre descaído na esquerda. O remate cruzado,directo ao seu estilo míssil, entra batendo no poste ...3-0 !
A vontade húngara esmoreceu um pouco,mesmo com quase meia hora para jogar, sentiram o jogo perdido...
Portugal geriu o resultado, perante uma vontade extra de um golo de consolação magiar ..
Foi uma exibição equilibrada de Portugal,mesmo demorando a perceber as tácticas e posições adversárias,encontrou caminhos para 'furar' muros e fazer os golos para  vencer estes húngaros diferentes do europeu.
Portugal continua no bom caminho rumo à Rússia...


domingo, 19 de março de 2017

CAMPEONATO AO RUBRO!!


É no cair e levantar que deixa o campeonato na expectativa.
Primeiro o Benfica, deixa dois pontos em Paços de Ferreira, a emoção foca-se no Dragão e...pimba, o V.Setúbal vai lá e rouba dois ao FC Porto! 
Fica tudo adiado para uma nova oportunidade e vai ser na Luz o tira teimas.
Dia das mentiras,1 de abril, a grande verdade virá ao de cima,quem será o melhor?
Um ponto os separa, uma vitória de um lado ou de outro embala um futuro campeão!
Benfica ou FC Porto? Eis a questão....
Estoril a tentar estar longe da linha, Boavista consolidando a permanência...1-1!
O Sporting aproveitou para se chegar mais à frente, Bas Dost em destaque...
mais 2 ao Nacional.
Braga volta às vitórias, pastelou o Belenenses...fora!
Na luta pela não descida, o Tondela ganhou um ponto em Moreira de Cónegos,mas mantem-se a baixo da linha da àgua tendo como companhia o Nacional.
Feirense a surpreender, reviravolta de 0-2 para 3-2 a um Chaves fortissímo!!
O Marítimo estável na vitória sobre o Arouca,3-1 em casa.
V.Guimarães goleia 3-0 o Rio Ave e mantem-se 'europeu' ...top 5!!!

SPORTING : MAIS DO(i)ST...!

SPORTING 2-0 NACIONAL
bas dost 2 

O Sporting passa uma fase de estabilidade,tranquilidade e apresenta um futebol que parece estar seguro e constante,que chega a ser 'chato', já não 'lutar' por títulos pode trazer esse desanuviar da pressão que é exclusiva e apenas ao momento de cada jogo.
Assim, a 'falta' de Adrien foi trocada pelo artista Bryan Ruiz resultou num Sporting menos pressionante, mas compensou com um futebol mais pensado e pausado.
Jesus aposta em Matheus, o jovem ala, a tentar arrebitar caminho para ser alternativa credível em vez de Campbel e por vezes Podence, em troca por Alan Ruiz, será indicio de uma 'nova' época em preparação? ...parece!
Quando o foco é só o jogo do momento, todo o empenho e a disposição  parece fluir.
O Sporting entra forte e depois tem Bas Dost em grande momento, aparece sempre, já muito mais esclarecido nas suas movimentações que o jogo parece ser para 'ele'.
Num momento de grande alegria pessoal (nota-se o sorriso rasgado) Bas Dost parece um miúdo a quem dão uma bola e os olhos brilham. Essa alegria é contagiante a toda a equipa,sabendo que agora está na luta pelo melhor marcador na Europa do futebol.
Foi aos 13' e aos 34' , e podiam ser mais, Bas Dost está em quase todos os lances de ataque leonino,o segundo golo seria quase impossível se a sua vontade e persistência não falasse mais alto.
O Sporting fez um jogo quanto baste, com cautelas extra a um Nacional que luta desesperadamente para fugir da descida e assim assusta Patrício, em momentos de menos concentração leonina.
 A vencer 2-0 ao intervalo, o Sporting geriu o resultado, foi mais enfadonho,focou-se em Bas Dost, mas um Nacional mais forte a procurar a sua sorte tornou o jogo mais disputado, mais faltoso.
Foi apenas mais uma vitória leonina, perante um dos últimos, mais 2 golos de Bas Dost e já lidera os marcadores europeus...

domingo, 12 de março de 2017

SPORTING: QUATRO?!!! BAS...TA, DOST!

TONDELA 1-4 SPORTING 
murrillo bas dost 4

 Realçar a exibição de Bas Dost pelos quatros golos que marcou, sim marcou quatro, seria
 menosprezar uma equipa que tudo fez por isso.
Mesmo não sendo uma exibição de 'encher' o olho o Sporting foi uma equipa tranquila, e as novidades de Jesus deram resultado. 
Bryan Ruiz junto a William?!! Estranho? Ou talvez não, o jogo assim teve mais classe a atacar e pausar, jogo pensado e a defender um enorme esforço do costariquenho.
Pondence junto a Bas Dost? e porque não? O pequeno 'rato' levou o Sporting para a frente,um dinamismo que faltou a Gelson e Matheus Pereira, os alas escolhidos.
Pois, era o Tondela e tal...o penúltimo,fraquinho ...pois não pareceu tão fraquinho assim,tentou a sua sorte, mas o Sporting não deixou eles pensarem o seu jogo e anuláva-os com recuperacões de bola eficazes.
Jogo entretido, Pondence em destaque, o miúdo com a bola e espaço é um primor..obriga adversários a derrubá-lo. Livre perigoso e B.Ruiz quase marca,bela defesa do guardião tondelense.
O Sporting encosta o Tondela e vão surgindo lances perigosos, parados em falta ou desviados para canto.
Foi um simples lance, lançamento lateral de Ziggellar, simulação inteligente de Podence engana o defesa, e já dentro da área cruza para Bas Dost aparecer com um remate estranho mas eficaz. 0-1!!
O golo esperado, pouco mais de meia hora jogado, um carimbo da diferença no querer e puder.
O Sporting geriu bem a vantagem, sempre a espreitar aumentá-la, aguentando um Tondela trapalhão,mais nervoso, mais de bola longa para a rapidez dos seus alas, mas tanto Coates ou P. Oliveira nas dobras anulavam as investidas.
O rescaldo do 1º tempo mostrou um Sporting suficiente para um Tondela fraquinho e pouco incomodativo.
Longe se pensava que o 'festival' Dost estava para chegar.
O Sporting melhorou no 2º tempo, as 'novidades' estavam mais confiantes, tanto Pondence como Matheus Pereira, acordaram um adormecido Gelson ..confiança gera confiança, gera tranquilidade e o jogo começa a fluir melhor...
O Tondela aposta na rapidez,aproveita o avanço leonino,incomoda  e sendo mais  rápidos e resulta no  empatate...Murrillo aparece entre centrais a cruzamento da direita, empurra com força.
Esperado,inesperado? Foi a reação de quem joga em casa e tenta fugir à despromoção, a tentar pontuar...
O Sporting reage bem, e no lance seguinte  Matheus passa vários adversários e dá de bandeja a Bas Dost, no centro da área, com classe toca subtilmente para a baliza...1-2 ! O holandêz bisa e sorriso largo....melhor não podia acontecer!
O Tondela mantem a vontade de pontuar, livre perigoso obriga Patrício à defesa da noite!! 
Gelson aparece,acorda e cria o lance do 1-3...falta sobre si de Káká, empurrão a desvia-lo  da bola.
Para marcar? Bas Dost...e a tensão do hat trick, bola para um lado,guardião para outro!!! GOLO!
O holandez era a 'cara' e a vontade da equipa, um sorriso enorme...
Quase não se viu mais Tondela, a 20 minutos para jogar, o Sporting estava confortável, os tondelenses desanimados,desorientados a ponto que fazerem mais 2 penáltis...
Bas Dost é empurrado pelas costas,quando se preparava para marcar de cabeça...o lance até quase deu golo...mas o golo veio dos 9 metros...
Bas Dost remata forte para o centro da baliza, Cláudio adivinha ,mas a bola passa entre o corpo e o braço! Bas dose e que dose, quatro! E podiam ser mais um...
Mais um penalti, sobre o recem entrado Geraldes, atropelado por dois defesas...
Bas Dost...tenta a mesma sorte,centro da baliza,mas Cláudio defende o remate forte e diz Bas...ta a Dost!
Era uma 'manita', pois era...mas ficou por aqui, uma exibição de luxo de Dost e um jogo conseguido dum Sporting remexido e em novas experiências! 
Vitória folgada,justa, um Bas Dost eficáz, bem acompanhado por uma equipa confiante...